Evento arrecadou R$ 5 mil para a entidade e clube vai ajudar ainda com outras formas de contribuição permanentes

Mesmo com o pedido de ajuda chegando em cima da hora, a 4ª etapa do Ranking Interno da Academia GolfRange Campinas (AGRC), jogada neste sábado, 25 de junho conseguiu arrecadar R$ 5 mil para o Lar dos Velhinhos de Campinas, que sofreu muitos danos durante as últimas chuvas. Cada jogador que participou do torneio contribuiu com R$ 40 e convidados com R$ 20, além de internas 4 etapaoutras doações espontâneas para a entidade que teve grandes prejuízos ao ser atingida pelo temporal do último dia 6 de junho, quando a lavandeira e o prédio dos acamados sofreram estragos grandes, junto com uma ala residencial.

Aguarde album de fotos do torneio

Natália Rodrigues Chaves, assessora de comunicação do Lar dos Velhinhos, explica que na atual situação cada centavo conta e o dinheiro arrecadado chega numa boa hora. Hoje, a entidade de 112 anos, que hospeda 90 idosos carentes e tem capacidade para até 120, gasta R$ 450 mil por mês apenas para funcionar, com pouquíssima ajuda governamental. A grande parte do dinheiro vem de contribuições mensais de pessoas físicas que, em média, são de R$ 15 por pessoa.

Doações – “Nossos doadores típicos são das classes C e D”, explica Natália, que ficou muito feliz com o apoio dos golfistas, em sua maioria das classes A e B. “Com esse público passando a conhecer e a ajudar o Lar dos Velhinhos, esperamos melhorar em muito nossa arrecadação”, diz a assessora, que durante o próprio evento já foi procurada por vários sócios da AGRC dispostos a ajudar mensalmente a entidade.

Nas fotos ao lado, de cima para baixo, os pódios das categorias A, B, C e Feminina, Signorini recebe prêmio por hole-in-one, o sorteiro da mochila Itaú e a comemoração dos premiados.

Aurélio Mei, de 81 anos, um dos idosos atendidos pela entidade, foi ao clube acompanhar o evento e ajudou a entregar os prêmios da rodada. Apesar de novo no Lar dos Velhinhos Aurélio, aonde chegou há menos de um ano, ele já é um dos mais ativos membros da entidade, ajudando na horta comunitária e participando das atividades internas, como musculação, e externas, como as viagens de um dia que eles fazem de ônibus para locais como Aparecida do Norte, Monte Sião e outras localidades de interesse turístico.

Premiados – Na categoria A, para profissionais e jogadores de handicaps até 8, o campeão foi Edemilson Correa, o Babaloo, profissional da AGRC, com 49 tacadas, cinco abaixo do par. Heitor Alves Matos, ficou em segundo, com uma abaixo, seguido por Marcelo Domingues, com duas acima. Na categoria B (de 9 a 19), venceu Sergio Diniz, com sete abaixo, seguido por Luiz Fernando Sardinha, com três abaixo, e o juvenil Pedro Rocha, revelação do clube, no par do campo.

Na categoria C, para handicaps de 20 ou mais, Stenio Almeida foi o campeão com 16 abaixo, seguido por Carlos Marques, com 10 abaixo, e por Carlos Signorini, com cinco abaixo. Na categoria feminina com handicaps de 20 ou mais (as de handicaps até 19 jogaram nas categorias A, B ou C), venceu Lucie Hajkova, com quatro abaixo, seguida por Susanne Giltrup, com três abaixo, e por Marcela Simões, com dois abaixo.
Festa – O torneio terminou com uma feijoada preparada pelo Buffet Antonello, com direito a Open Bar, onde não faltaram cerveja Heineken, vinhos, espumantes e refrigerantes. Houve ainda o sorteio de uma mochila do Itaú, ganha por Rodrigo Poltronieri. Carlos Signorini, no buraco 11, e Ulisses Sartori, no buraco 6, ganharam troféus por seus holes-in-one feitos na rodada. Como sempre houve um cabelereiro e uma massagista à disposição dos participantes. O próximo torneio será a segunda Etapa do Ranking Externo da AGRC, no Damha Golf Club, em São Carlos, dia 16 de julho.